Você está aqui: Página Inicial
Sexta-feira, 16 de Novembro de 2018
 
Últimas Notícias
06/01/2016
Fonte: Diário do Nordeste
CE - Metrô: obra volta até março com 2 mil empregos
A construção da Linha Leste, que ligará o Centro ao bairro Edson Queiroz, terá um novo cronograma
Após um ano de paralisação, a construção da Linha Leste do Metrô de Fortaleza deverá ser reiniciada ainda no primeiro trimestre deste ano, segundo informações da Secretaria de Infraestrutura do Ceará (Seinfra). A retomada da obra que ligará o Centro, partindo da estação Chico da Silva, até o Fórum Clóvis Beviláqua, no bairro Edson Queiroz, poderá gerar entre dois e três mil postos de trabalho.
 
 
Neste momento, o consórcio Metrô Linha Leste Fortaleza, formado pelas empresas Acciona Infraestructuras e Construtora Marquise, está realizando o planejamento para o reinício dos trabalhos, que terá novo cronograma. Quando a obra foi iniciada, em novembro de 2013, o projeto previa a conclusão para 2019, mas as primeiras estações eram prometidas ainda para a Copa do Mundo de 2014.
 
 
De acordo com a secretaria, antes da retomada das obras, o consórcio ainda deverá elaborar o inventário de cada trecho para que possam ser avaliados os possíveis danos ocorridos durante o ano em que o serviço esteve parado. Somente após isso, a Seinfra expedirá a ordem de serviço para retomada dos trabalhos, o que deverá acontecer até março.
 
Os investimentos para a execução da obra a serem feitos pelo consórcio, de R$ 2,2 bilhões, são o saldo remanescente do valor global original do contrato, de em torno de R$ 3 bilhões. Do valor que ainda será investido, 60% serão de responsabilidade da Acciona e 40%, da Marquise. O consórcio será reembolsado pela Seinfra com recursos captados da União, do BNDES e do próprio tesouro estadual.
 
Intempérie
 
Já se passaram mais de dois anos desde que as quatro tuneladoras - ou "tatuzões" - para a escavação dos túneis da Linha Leste chegaram ao Estado, ainda sem uso. As máquinas foram compradas pelo governo por R$ 128,2 milhões em 2012 à empresa americana The Robbins Company, vencedora da licitação, e esperam, desde então, o dia em que serão finalmente utilizadas, sofrendo a ação do tempo.
 
Segundo a Seinfra, a responsabilidade de manutenção dos equipamentos é do consórcio durante a escavação. Porém, enquanto as obras não são reiniciadas, o Estado mantém, através de outro contrato, serviços necessários para a conservação das máquinas como vigilância, alguns cuidados como substituição de lonas para cobertura de peças, e contêineres para acondicionar componentes sensíveis.
 
Mudança
 
As obras pararam por conta da reformulação societária articulada pelo consórcio Cetenco-Acciona, que venceu a licitação. O imbróglio se iniciou devido à desistência da empresa paulista Cetenco, o que não foi aceito pela espanhola Acciona. Como a legislação brasileira não permite que empresas estrangeiras toquem obras públicas isoladamente, foi dado um prazo para a prospecção de outra empresa.
 
Foi assim que a construtora Marquise passou a liderar o consórcio, assumindo o posto deixado pela Cetenco. O contrato com a alteração da denominação e composição do consórcio originário foi publicado no Diário Oficial do Estado no dia 26 de novembro. Esse processo permitiu que, após sucessivos adiamentos, as obras pudessem ser retomadas no início de 2016.
 
Projeto
 
A Linha Leste do Metrô de Fortaleza terá 13 km de extensão, sendo 12 km subterrâneos e 1 km em superfície, ligando o Centro ao bairro Edson Queiroz por meio de onze estações: Catedral, Colégio Militar, Luíza Távora, Nunes Valente, Leonardo Mota, Papicu, HGF, Cidade 2000, Bárbara de Alencar, Centro de Eventos e Edson Queiroz.
 
A estação Tirol, em construção no bairro Jacarecanga, fará a integração das linhas Oeste e Leste, enquanto a Chico da Silva (já implantada) ligará ambas à Linha Sul. A previsão é que a Linha Leste atenda 400 mil usuários por dia quando integrada com os demais modais de transporte, em viagens com percurso de 17 minutos.
 
O trajeto sairá do Centro, seguindo pela Av. Santos Dumont até o terminal do Papicu, onde ocorrerão as integrações com o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) e com os ônibus. O percurso continuará pela área do HGF e Cidade 2000, passando por baixo do Rio Cocó em direção à Av. Washington Soares, atendendo ao Centro de Eventos do Ceará, Fórum Clóvis Beviláqua e universidades próximas.
 

© 2000 - 2018 - Licite Assessoria. - Todos os direitos reservados
Central de Atendimento: (81) 3468.2486 / 3071-1766 - Das 08:00 às 17:00hs (Horário Comercial)